unnamed
fachada_oficial
top2
Faça seu Agendamento!

Ceratocone: Uma doença que evolui rapidamente

Ceratocone: Uma doença que evolui rapidamente

O ceratocone é uma doença da córnea de etiologia ainda muito discutida , podendo estar ligado a fatores externos ou hereditários, geralmente acomete adolescentes ou adultos jovens e se caracteriza por um afinamento e deformação progressiva da córnea , que assume um forma cônica .O ceratocone leva ao aparecimento de miopia , elevado grau de astigmatismo irregular e acentuada baixa da acuidade visual.

Os sintomas apresentados pelo paciente no início da doença são :

  • Desconforto visual;
  • Dor de cabeça;
  • Fotofobia;
  • Baixa de acuidade visual , que muitas vezes pode ser verificada mesmo com o uso dos óculos;
  • Troca frequente das lentes dos óculos.

II CERATOS

Nas fases mais adiantadas a correção visual com óculos já não resolve e as lentes de contato passam a ser a opção para correção da visão. Entretanto a tolerância às lentes tende a diminuir com a progressão da doença tornando a adaptação às mesmas difícil e às vezes, impossível.

O ceratocone tem associação frequente com alergia e o prurido ocular , situações que no âmbito da discussão sobre a etiologia da doença são consideradas por alguns pesquisadores como possível  gatilho desencadeador da doença , principalmente quando associado ao ato de coçar os olhos. Em geral , quanto mais precoce o aparecimento da doença, pior o prognóstico.

Podemos classificar o cone em 4 graus evolutivos, de acordo com a severidade da doença. Assim nos estágios iniciais não existem alterações ao exame clínico senão a baixa da visão com óculos. Nos estágios mais avançados, as alterações são evidentes, e consistem no afinamento e dilatação da córnea, com aparecimento de opacidades e baixa acentuada da acuidade visual. A visão só é possível com lentes de contato.

III

Até há poucos anos o tratamento do ceratocone consistia na prescrição de óculos ou lentes de contato e quando estes métodos não mais surtiam efeito, o transplante de córnea era a única solução possível.

Atualmente, o surgimento de novas tecnologias de análise corneana ( PENTACAM ) , bem como o desenvolvimento de novos modelos de lente contato ( LENTE ESCLERAL )  e novas técnicas cirúrgicas como o CROSSLINKING e ANEL DE FERRARA tem permitido um melhor acompanhamento e tratamento dos pacientes , ainda nas fases iniciais, postergando ou eliminando a necessidade do transplante de córnea.

 

FONTE: www.ceratos.com.br/ceratocone

Deixe uma resposta